Páginas

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

De repente

Bate, de sopetão, um vazio que preenche.
Das coisas que eu queria ter feito, todas que eu ainda não fiz.
De todas as pessoas que poderia ter sido, todas que eu ainda não fui.
Das presentes que amei, quantas que já são pretérito.
De todo o tempo que sobra, quanto que eu ainda tenho.
Da minha vida, escassa, quanto que ela ainda é minha.
E dessa minha vida o quanto que ainda sou eu.

A vida que não foi, ocupa espaço maior do que tudo o que foi.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Túmulos

"Muitas das grandes realizações do mundo foram feitas por homens cansados e desanimados que continuaram trabalhando." e muitos túmulos tambem.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Universo múltiplo

Tudo aquilo que existe naquele ponto entre os dois planos onde o tempo e o espaço se encontram são peças pregadas de nossa cabeça.

Um pequeno pedaço do mundo que existem/não existem dentro de cada ser.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Inverno

(Adriana Calcanhoto)

"No dia em que fui mais feliz
Eu vi um avião
Se espelhar no seu olhar até sumir
De lá pra cá não sei
Caminho ao longo do canal
Faço longas cartas pra ninguém
E o inverno no Leblon é quase glacial
Há algo que jamais se esclareceu
Onde foi exatamente que larguei
Naquele dia mesmo
O leão que sempre cavalguei
Lá mesmo esqueci que o destino
Sempre me quis só
no deserto sem saudade, sem remorso só
Sem amarras, barco embriagado ao mar
Não sei o que em mim
Só quer me lembrar
Que um dia o céu reuniu-se à terra
um instante por nós dois
pouco antes do ocidente se assombrar.
No dia em que fui mais feliz
Eu vi um avião
Se espelhar no seu olhar até sumir
De lá pra cá não sei
aminho ao longo do canal
Faço longas cartas pra ninguém
E o inverno no Leblon é quase glacial
Há algo que jamais se esclareceu
Onde foi exatamente que larguei
Naquele dia mesmo
O leão que sempre cavalguei
Lá mesmo esqueci que o destino
Sempre me quis só
no deserto sem saudade, sem remorso só
Sem amarras, barco embriagado ao mar
Não sei o que em mim
Só quer me lembrar
Que um dia o céu reuniu-se à terra
um instante por nós dois
pouco antes do ocidente se assombrar.
Não sei o que em mim
Só quer me lembrar
Que um dia o céu reuniu-se à terra
um instante por nós dois
pouco antes do ocidente se assombrar.
Não sei o que em mim
Só quer me lembrar
Que um dia o céu reuniu-se à terra
um instante por nós dois
pouco antes do ocidente se assombrar.

No dia em que fui mais feliz..."

quarta-feira, 1 de julho de 2009

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Relativo

Cada vida é um suspiro, quantas vezes eu respiro?
Se o universo é um pulmão,
o que seria o espirro?

quinta-feira, 5 de março de 2009

Impacto de vácuo

Estive parado por alguns minutos em uma sala vazia, nada de muito interessante. Mãos desocupadas, pensamento distante, concentrado e vago. As vezes nos concentramos no vazio de tal forma que nosso corpo formiga (e oscila?). Os pensamentos vinham, mas por mais duros que fossem se dissipavam, ou pensando melhor se dissolviam, algo como gelo num copo de água.

E, durante este momento, surgiu à porta uma pergunta em forma de pessoa. Pedia orientação, não sabia se estava no lugar certo, nem eu! Sentou-se ao meu lado e depois da troca de algumas leves palavras inocentes o assunto se intensificou disfarçado de coisas levianas. Era na verdade a discussão do “que sou eu?”, “que faço eu?” e o “que farei eu de meu futuro?”. Foi breve, fugiu à procura de um programa mais leve e ao ver suas costas em fuga tive a certeza de que nunca mais a veria em minha vida.
Continuei lá curtindo a velha sensação temperada com a nova.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Pessimismo 2

"Ninguém pode voltar e criar um novo início, mas todo mundo pode começar hoje e criar um novo final." Na cabeça, afinal, só existe um final e todo final é o mesmo final.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Pessimismo categórico

"O pessimista vê a dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê a oportunidade em cada dificuldade." E os dois morrem do mesmo jeito.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Flora capital

As vezes encontramos maior proteção em uma mata selvagem do que nas entranhas de concreto.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Imensidão azul

Imerso em pensamentos flutuantes, mergulho na noite em mesma profundidade que na imensidão do mar.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Solidão

Para todos aqueles que assim se sentem, a brisa oferece um afago e o vento, um abraço

sábado, 3 de janeiro de 2009

Tato

Dentre todas as outras, a respiração é aquela que melhor substitui o toque.